Engajamento dos funcionários: Aproveite essa estratégia de retenção de talentos e motive seu pessoal

As empresas com funcionários engajados geram lucros 21% maiores e os funcionários altamente engajados são 17% mais produtivos.[1]

No entanto, apenas 36% dos trabalhadores dos EUA estão atualmente demonstrando engajamento no trabalho e, globalmente, apenas 20% dos funcionários estão engajados.[2]

Isso significa que uma estratégia de engajamento dos funcionários não é mais uma opção que você pode ignorar; é uma obrigação.

Embora o envolvimento dos funcionários não resolva tudo, ele pode trazer alguns resultados incríveis, por exemplo:

  1. Melhorar as taxas de retenção de funcionários

  2. Aumentar a motivação dos funcionários e a satisfação no trabalho

  3. Reduzir o absenteísmo e os níveis de estresse

  4. Fortalecer a experiência e a satisfação do cliente

Neste guia, mostramos os motivadores do envolvimento dos funcionários e por que você precisa criar estratégias sólidas de retenção de funcionários, juntamente com dicas e estudos de caso para lhe ajudar a descobrir o melhor dessa prática.

What is employee engagement? 

Employee engagement is the degree of emotional allegiance that an employee has towards the organization they work with. How they act, feel, and think within an organization results from their connection to their team, job, and business.

High levels of employee engagement often lead employees to never want to miss work, to go the extra mile, and to stay for the long haul. Employees who experience low levels of engagement are more likely to undergo burnout, leave the company, or abuse absenteeism. 

​​A positively engaged employee has an emotional connection to their job, which is why they do their best. Employees lacking positive engagement use it as a means to an end, or in other words, a paycheck.

Employee engagement not only has the potential to boost morale and reduce tardiness, but it can also ignite enthusiasm in each employee to reach higher levels of success in their job. 

This drive encourages them to take extra steps to be successful in their role – even without being asked to do so. This also helps employers better take advantage of employee retention trends, using them to further improve their retention-related metrics.

The difference between engagement and other related terms

To clear up any confusion, it's important to note that engagement doesn't necessarily indicate job satisfaction

Job satisfaction relates to how an employee feels about their work, while engagement relates to the dedication an employee has.

Forbes reports that although employee satisfaction is an important contributor to a successful workplace, increasing employee engagement could be even more beneficial.[3]

There are a few other terms that might seem similar, but they're distinctly different: 

  • Employee experience: Employee experience is the sum of all the interactions a worker has with a business during their employee lifecycle. This includes their experience with the work they do and how they’re affected by their work environment.

  • Employee happiness: This refers to a person's positive attitude and outlook about their workplace. It can be driven by an employee’s satisfaction with their work or the workplace culture, so long as their opinion about their job is a net positive.

  • Employee wellbeing: Employee wellbeing encompasses the health and contentment of employees in every aspect of their careers, such as psychological and physical health, job gratification, and balance between work and their personal lives.

5 main drivers of engagement

Employee engagement is not something you can enforce through policy – it relates more to how an employee feels. Because of that, you need to understand the five main drivers behind it.

Let’s quickly zoom in on each of the five main drivers:

  1. Mindful hiring (a.k.a. inclusive hiring): Hiring people with the right attitude and soft skills can help engage your team, as opposed to hiring people lacking interpersonal skills

  2. Involved employees: An involved employee naturally feels more engaged and like they belong

  3. Inspirational leadership: Leaders who are good examples to look up to keep employees engaged more than simply “bossing” them

  4. Well-defined good company culture: This sets the baseline for how your employees engage with your business and each other

  5. Supported communication: The right type of communication can help employees to feel more open to speak to each other and their managers about problems 

Why is employee engagement important?

Many executives mistakenly believe that employee engagement factors are directly related to employee compensation or benefits, and thus often overlook its other drivers and miss out on its benefits. 

Another prevalent assumption is that high employee turnover rates are due to the absence of promotional opportunities or the appeal of a superior job package from another employer.

Employee engagement, connection, and communication are typically the three biggest aspects of a company’s success. 

Research has revealed that 92% of business executives now acknowledge that employees who are engaged in their work positively affect teams and organizations as a whole, resulting in improved performance reviews.[4]

With effective employee engagement strategies, organizations promote an improved work atmosphere, reduce employee attrition, boost efficiency, build better customer and working relationships, and improve company profits. 

Employees greatly benefit from them because they help them perform their work better and more efficiently, giving them more meaning and purpose. 

The benefits of employee engagement strategy 

By using an employee engagement initiative, you can keep your employees around for much longer and also motivate them to perform better.

Let’s explore this strategy's six major benefits in more detail.

1. Boosts retention

Employee retention rates can make or break a company's overall productivity.

If you want a high-performing team, you need your team to stick with your company. Even worse, when a long-term top-talent employee leaves, they often take with them a wealth of knowledge and experience, which takes time, resources, and effort to replace. 

Engaging your employees is one of the most effective strategies that can help to boost your employee retention rates. 

In fact, the Oxford Handbook of Positive Psychology at Work states that engaged employees are a whopping 87% less likely to leave a company. 

Focusing on engagement efforts leads to a more stable team. A stable team is the perfect “potting soil” for employees to grow their work knowledge and experience. It’s also one of the best ways to scale your team and your business. 

Aside from those reasons, strong employee engagement and retention strategies mean you also spend less time and resources on recruiting and training new employees. 

2. Reduces absenteeism

There's a direct link between low levels of employee engagement and high levels of employee absenteeism. É simples: Se um funcionário não está engajado, não vai querer ir ao trabalho, e pode encontrar qualquer desculpa para se ausentar.

Uma causa comum de absenteísmo é um equilíbrio insalubre entre vida pessoal e profissional, o que faz com que a satisfação, a motivação e a produtividade do funcionário caiam drasticamente. Somente nos EUA, quase um milhão de pessoas se ausentam de seus empregos em um determinado dia.[5]

A criação de uma atmosfera positiva que promova o equilíbrio entre vida pessoal e profissional pode aumentar a satisfação e o engajamento dos funcionários. Por isso, sua equipe estará disposta a ir ao trabalho (virtual ou presencialmente) por gostar do trabalho.

Uma pesquisa da Gallup confirma isso, mostrando que os locais de trabalho com um alto nível de engajamento apresentam 81% menos faltas.[6]

3. Melhor gerenciamento do estresse

O estresse causa o esgotamento dos funcionários, tornando-os menos produtivos e mais propensos a se sentirem desengajados.

Tanto os funcionários engajados quanto os desengajados sofrerão estresse no trabalho. O que os diferencia é a forma como lidam com o estresse e seus resultados.

Os funcionários com engajamento no local de trabalho acham muito mais fácil administrar o estresse que possam ter, e isso pode até funcionar como uma fonte de motivação. Isso ocorre porque os funcionários engajados têm maior probabilidade de pedir ajuda a seus supervisores e colegas quando necessário.

Os funcionários engajados sentem-se seguros o suficiente para falar sobre situações estressantes com seus gerentes devido ao esforço discricionário das empresas com programas de engajamento de funcionários para criar culturas de abertura e apoio.

De acordo com a Gallup, os funcionários engajados também têm melhores relações sociais no trabalho e são menos propensos ao esgotamento ou à fadiga.[7]

4. Aumenta a motivação e a produtividade

Uma pessoa motivada é mais produtiva do que uma pessoa sem objetivos reais ou uma pessoa que está simplesmente fazendo um trabalho para sobreviver ou ganhar dinheiro.

Felizmente, os funcionários engajados são altamente motivados para fazer seu trabalho e essa motivação também aumenta sua produtividade.

De acordo com uma pesquisa da SHRM, os funcionários que estão engajados têm maior probabilidade de apoiar a organização no alcance de suas metas.[8]

Isso significa que quando uma empresa investe no engajamento de seus funcionários, ela obtém grandes retornos na forma de uma força de trabalho mais produtiva e motivada.

5. Aumenta a satisfação no trabalho

O engajamento ativo dos funcionários os ajuda a se sentirem mais satisfeitos com seus empregos.

Os funcionários que não estão engajados em seus trabalhos podem experimentar uma variedade de emoções negativas, como exaustão, estresse, isolamento, depressão e raiva.

Os funcionários que estão engajados em seu trabalho geralmente estão satisfeitos, são valorizados pela gerência, entendem seu valor para a empresa, estão entusiasmados e felizes em desempenhar suas funções.

Um programa bem planejado de engajamento de funcionários tem em mente a satisfação do trabalhador e encontra maneiras de ajudá-los a se sentirem mais satisfeitos com suas responsabilidades e com as metas da empresa.

6. Aumenta a lucratividade

Os funcionários têm o melhor desempenho quando estão engajados e, sem esse engajamento, há consequências significativas para os resultados financeiros.

Outro estudo da Gallup revela que as empresas dos EUA perdem cerca de US$ 450 a 550 bilhões por ano com funcionários que não estão engajados.

Em um nível individual, isso significa que, para cada US$ 10.000 de salário pago a um funcionário não engajado, a empresa pode perder até US$ 3.400 em produtividade.

Como já vimos na pesquisa da Gallup, as equipes altamente engajadas são mais lucrativas. Na verdade, quando você investe em seu plano de engajamento de funcionários, pode até obter um ROI melhor:

8 práticas recomendadas para aproveitar o engajamento de funcionários para reter os funcionários de melhor desempenho

A seguir, analisamos mais de perto como as empresas e os gerentes podem obter o máximo de suas estratégias de engajamento de funcionários.

Como criar uma estratégia de engajamento dos funcionários: 8 práticas comprovadas

Prática

Resumo

1. Concentre-se na construção de uma cultura inclusiva

Crie uma cultura de trabalho inclusiva com práticas e contratações baseadas em habilidades

2. Crie uma cultura de engajamento

Permita que seus funcionários sintam que estão em um ambiente seguro que os valoriza e apoia suas metas

3. Envie pesquisas de engajamento dos funcionários

Use as pesquisas de engajamento para criar planos de engajamento ou para identificar sintomas de desengajamento nos funcionários

4. Utilize uma plataforma de engajamento dos funcionários

Use uma plataforma de engajamento para que seus funcionários possam se comunicar e interagir entre si e com os gerentes

5. Contrate funcionários motivados

Confie na avaliação de talentos para avaliar os funcionários e ver se eles terão afinidade com a cultura de sua empresa

6. Invista no crescimento da carreira de seus funcionários

Capacite seus funcionários investindo no crescimento de suas carreiras

7. Incentive gerentes positivos e competentes

Treine seus gerentes para que atuem como líderes servidores para liberar o potencial de sua força de trabalho

8. Comece bem a experiência do funcionário com um excelente processo de integração

Designe mentores aos novos funcionários para ajudá-los a se envolver desde o início

1. Concentre-se na construção de uma cultura inclusiva

Uma cultura inclusiva é aquela em que todos se sentem aceitos, respeitados e reconhecidos.

Quando as pessoas se sentem à vontade e podem ser elas mesmas, isso faz com que se envolvam mais com seu trabalho e com as pessoas que o compõem.

Funcionários engajados tendem a participar de atividades de formação de equipes, contribuir para reuniões, cumprimentar colegas de trabalho pela manhã, fazer brainstorming com a equipe e chegar e concluir o trabalho no horário.

Quanto mais inclusivo for o local de trabalho, maior será a probabilidade de os membros da equipe adotarem esses comportamentos naturalmente.

Reconhecer as pessoas por suas habilidades e não por suas origens é uma ótima maneira de promover uma cultura inclusiva.

As práticas baseadas em habilidades levam a um ambiente mais inclusivo, principalmente porque a remoção de preconceitos da contratação baseada em habilidades aumenta a diversidade. De fato, 84% dos empregadores que usam a contratação baseada em habilidades observaram um efeito positivo na diversidade.

2. Crie uma cultura de engajamento

Você pode combinar uma cultura inclusiva com uma cultura engajada.

Você deve estar ciente de que uma cultura corporativa sólida pode aumentar muito o desempenho financeiro de sua organização. Ela também pode ajudar a manter seus funcionários por perto, já que quase metade dos candidatos a emprego procuram trocar de empregador devido a uma cultura de trabalho negativa.[9]

O fortalecimento da cultura de trabalho cria um ambiente positivo no qual sua equipe pode se destacar e se envolver uns com os outros e com a empresa.

Para fazer isso, converse com seus funcionários, reconheça-os e dê-lhes feedback construtivo.

Também é importante incentivar o feedback ascendente. Por exemplo, pergunte onde a comunicação da liderança poderia ser melhorada ou se eles precisam de mais desafios.

O feedback ascendente cria um ambiente seguro para as pessoas se comunicarem no trabalho; quando todos sentem que são ouvidos, o engajamento prospera.

Há algumas outras maneiras importantes de ajudar a desenvolver uma cultura de engajamento:

Você também pode incentivar seus gerentes a dar feedback construtivo e evitar criticar ou apontar o dedo. Isso pode ajudar seus funcionários e gerentes a resolver problemas juntos e a ter empatia, o que faz com que eles se envolvam positivamente uns com os outros.

3. Envie pesquisas de engajamento dos funcionários

As pesquisas de engajamento dos funcionários ajudam a monitorar o engajamento, medir métricas e planejar sua estratégia.

O uso dessas pesquisas de pulso é uma maneira leve de avaliar o nível atual de todos. Também é uma boa maneira de detectar problemas de engajamento logo no início para evitar que se tornem um problema maior mais tarde.

Digamos que você envie uma pesquisa para a sua equipe e, depois de avaliá-la, perceba que um membro está apresentando sintomas de desinteresse. Você pode, então, fazer uma reunião individual com esse funcionário para discutir o que está acontecendo e, assim, conseguir colocá-lo de volta no caminho certo.

Depois de fazer o check-in com o funcionário, você elabora um plano de ação para mantê-lo engajado. Por exemplo, ele pode estar precisando de um cronograma mais flexível. Ou talvez o funcionário se envolva melhor se for designado apenas para um tipo específico de projeto.

É melhor enviar essas pesquisas regularmente (por exemplo, a cada 1 a 3 meses) para que você possa acompanhar com mais precisão os níveis de engajamento.

Você também pode usar essas pesquisas para verificar se há alguma maneira de melhorar sua estratégia de engajamento.

4. Utilize uma plataforma de engajamento dos funcionários

As plataformas de engajamento dos funcionários ajudam os gerentes e as organizações a monitorar, medir, incentivar e entender o engajamento da força de trabalho.

Em geral, essas ferramentas são equipadas com funções que visam a facilitar:

  • Comunicação interna (também excelente para engajar funcionários remotos)

  • Medir o moral do funcionário

  • Otimizar a experiência do funcionário

  • Reconhecer as realizações

  • Promover um equilíbrio saudável entre vida pessoal e profissional

O uso da tecnologia de engajamento no local de trabalho não só afeta a produtividade dos funcionários. Ela também oferece aos funcionários um meio de compartilhar suas opiniões, o que pode ajudá-los a se sentirem ouvidos e mais engajados.

A Trade Press Services afirma que comunicações internas eficientes podem incentivar 85% dos trabalhadores a se dedicarem mais ao local de trabalho.[10]

A plataforma ideal de engajamento do funcionário deve ser flexível para que você possa adaptar a experiência a cada funcionário. Ao fazer isso, você engaja seus funcionários de forma mais positiva, em vez de fazê-los sentir que estão usando uma plataforma genérica.

Para os departamentos de RH, o software de engajamento de funcionários reúne todas as informações necessárias para entender o que está acontecendo em toda a organização.

Por meio dessas plataformas, podem obter insights acionáveis a partir do feedback dos funcionários em tempo real, como quedas na motivação dos funcionários relacionadas a um evento específico ou quais comunicações internas ressoam melhor com a força de trabalho.

5. Contrate funcionários motivados

É mais fácil engajar pessoas com a motivação e os valores corretos que se alinham à sua organização.

Contratar pessoas que já estão motivadas significa que você precisa se esforçar menos para engajá-las, e elas também reforçarão uma cultura engajada para ajudar você a motivar sua equipe atual.

Usar as melhores práticas de contratação do site é uma ótima maneira de garantir que você contrate funcionários motivados.

Durante a entrevista, você deve avaliar a atitude e a "afinidade cultural" do candidato, além de suas habilidades e experiência. Você pode avaliá-los com os testes de personalidade e cultura para medir sua motivação e valores culturais. Você também pode usar entrevistas comportamentais e situacionais, verificações de referências e outras ferramentas de avaliação.

O uso de perguntas desafiadoras, como fraquezas, fracassos ou momentos em que as coisas não saíram conforme o planejado, pode gerar respostas não ensaiadas que podem esclarecer mais sobre o caráter, as motivações, as reações ao estresse e a adequação do candidato. Uma triagem de candidatos como essa ajuda os empregadores a conhecer detalhes que normalmente levam alguns meses de emprego para aparecer.

6. Invista no crescimento da carreira de seus funcionários

O crescimento da carreira do funcionário é a ambição de longo prazo que os funcionários têm em relação ao seu trabalho e as medidas que tomam para alcançá-la, o que geralmente está relacionado ao grau de engajamento com a empresa em que trabalham.

Os funcionários geralmente buscam novas oportunidades de crescimento na carreira porque estão procurando chances de continuar aprendendo e se tornando melhores no que fazem. De acordo com uma pesquisa recente, 33% dos funcionários abandonam o barco porque se sentem entediados no local de trabalho e estão em busca de mais desafios.[11]

Em outra pesquisa, apenas 29% dos funcionários afirmaram estar "muito satisfeitos" com as oportunidades de avanço na carreira disponíveis. Outros 41% assinalaram que novas oportunidades eram "muito importantes" porque ofereciam mais satisfação no trabalho e engajamento.[12]

Essas estatísticas mostram a importância das estratégias de retenção de funcionários e por que investir no crescimento da carreira dos funcionários é imprescindível se você quiser mantê-los.

Uma maneira eficaz de investir em sua equipe é aprimorá-la com bootcamps, cursos, coaching de funcionários ou usando um plano de desenvolvimento profissional.

Esses métodos de treinamento também são altamente eficazes para envolver positivamente a sua equipe. Quando feito corretamente, você obtém um rico conjunto de funcionários engajados com fortes habilidades relacionadas ao trabalho.

7. Incentive gerentes positivos e competentes

As ações e os comportamentos de um gerente têm um efeito cascata sobre os funcionários e seus níveis de engajamento.

Ao criar seu plano de engajamento de funcionários, você deve pensar em mais do que apenas as necessidades individuais dos membros da sua equipe, mas também na equipe de gerência intermediária. Quando você treina líderes com sucesso sobre como ser bons gerentes, isso amplia a capacidade de engajamento deles com os funcionários.

Uma boa maneira de planejar isso é obter uma linha de base das habilidades atuais com um teste de Liderança e, a partir daí, desenvolvê-los como bons líderes servidores.

Os líderes servidores ficam felizes em intervir e trabalhar nas questões mais básicas ao lado da equipe para que ela tenha sucesso. Isso engaja mais os funcionários, para que eles possam apresentar melhores resultados e ganhar mais respeito em toda a empresa.

Os líderes servis são diferentes dos chefes de muitas maneiras distintas:

Os líderes servidores também são excelentes em comunicação positiva. Um elogio oportuno pode fazer maravilhas em termos de inspirar a equipe e mantê-la engajada durante todo o tempo em que estiver na empresa.

Pesquisas mostram que o reconhecimento dos funcionários inspira 37% dos membros da equipe.[13]

8. Comece bem a experiência do funcionário com um excelente processo de integração

A integração de funcionários é a primeira impressão que muitos membros da equipe têm da sua empresa e da cultura de trabalho.

Seu processo de integração de funcionários estabelece a base de como os novos funcionários se envolvem com o trabalho e a equipe, e isso afetará o tempo necessário para que eles atinjam todo o seu potencial.

Os primeiros dias em que um novo funcionário começa a trabalhar em uma empresa são essenciais para desenvolver uma conexão forte e duradoura e definir o ritmo para o restante da experiência do funcionário.

Mentorias ou coaching de funcionários logo no início podem ajudar os funcionários a melhorar seu desempenho, planejar seus planos de carreira e gerenciar o estresse de suas funções. Isso dá aos novatos uma meta prática a ser alcançada em termos de desenvolvimento do funcionário e os engaja desde o início.

O coaching de funcionários é especialmente útil em trabalhos que exigem muita independência, razão pela qual é uma das principais práticas recomendadas de integração. Pares experientes podem ajudar o mentorado a estabelecer uma rotina eficaz.

Os mentores que são colegas de seus pupilos podem entender a situação do pupilo e oferecer-lhe assistência.

Esses relacionamentos entre colegas também podem ser vantajosos para os mentores. Ser mentor de outra pessoa os ajuda a revisar e reforçar seus próprios conhecimentos, fazendo com que eles também se sintam bem. Essa prática positiva de estímulo ao engajamento pode beneficiar muito ambas as partes e sua empresa.

3 exemplos de empresas bem-sucedidas com o engajamento dos funcionários como estratégia de retenção de talentos

O engajamento percorreu um longo caminho nos últimos anos, e muitas empresas estão tirando proveito dele de maneiras inovadoras.

Abaixo, exploramos o que três gigantes da tecnologia estão fazendo para engajar melhor seus funcionários.

Empresas bem-sucedidas com o engajamento dos funcionários: Um resumo

Organização

Resumo

Google

O Google envolve os funcionários por meio de uma cultura inclusiva, horários flexíveis, e inspiração

Cisco

A Cisco usa programas de reconhecimento profissional e pessoal para engajar seus funcionários

Salesforce

A Salesforce apoia seus funcionários com tempo de voluntariado remunerado, doações filantrópicas e programas de bem-estar

Google

O Google é uma das empresas mais poderosas do mundo, com uma forte reputação por sua cultura empresarial única e envolvente e por suas estratégias de engajamento.

Por seis anos consecutivos, o Google foi consistentemente classificado em primeiro lugar na lista da Fortune de "Melhores Empresas para se Trabalhar".[14] Além disso, o Google obteve uma impressionante classificação de 4,4 no Glassdoor, com base em mais de 48.000 avaliações de funcionários.[15]

Para isso, implementou com sucesso várias ideias de engajamento de funcionários:

  1. Horários flexíveis: O Google oferece à sua equipe a capacidade de trabalhar em seus próprios termos por meio de um cronograma flexível, que incentiva a criatividade e aumenta a produtividade. A equipe tem autonomia ilimitada para realizar seu trabalho da maneira que melhor lhe convier, o que aumenta os níveis de engajamento.

  2. Cultura inclusiva: O Google incentiva um ambiente criativo e seguro para seus funcionários, a fim de garantir que eles se sintam confortáveis e satisfeitos em seus empregos, independentemente de sua origem ou local de trabalho.

  3. Promove a inspiração: O Google dá a cada funcionário até 20% de sua semana de trabalho para realizar projetos que os inspirem. Essa ideia pode revigorar os funcionários, dando-lhes a oportunidade de se concentrar em atividades que os entusiasmem. Isso evita a sensação de exaustão, reduz a rotatividade de funcionários e aumenta o engajamento.

Cisco

A Cisco deve seu sucesso à sua equipe talentosa e produtiva. Esse gigante da tecnologia, com sua equipe global, tem um plano complexo para envolver os funcionários de várias divisões e áreas.

As atividades de engajamento dos funcionários da Cisco incluem:

  • O programa de reconhecimento dos funcionários da Cisco se concentra em comemorar as realizações profissionais e pessoais fora do trabalho, o que engaja os funcionários, pois faz com que sintam que a empresa se preocupa com mais do que apenas sua contribuição profissional.

  • A Cisco também tem uma série de estratégias que criam canais de comunicação claros e abertos. Por exemplo, a empresa estabeleceu canais de comunicação entre os funcionários e a alta gerência nos aniversários para que seus funcionários possam saber mais sobre eles.

Salesforce

A Salesforce engaja seus funcionários com uma série de recompensas exclusivas e atraentes e benefícios para os funcionários. Esses esforços se alinham aos valores centrais da empresa e ao compromisso com suas comunidades locais.

As três principais estratégias que a empresa usa para aumentar o engajamento dos funcionários são

  • Tempo de voluntariado remunerado: Os funcionários têm direito a 56 horas de licença remunerada por ano para fazer trabalho voluntário na comunidade de sua escolha. A empresa também apoia os funcionários que fazem doações a instituições de caridade, igualando até US$ 5.000 em doações.

  • Grupos de diversidade e inclusão: Os funcionários têm a opção de participar de grupos de igualdade, que são grupos de funcionários que se concentram em origens, identidades ou interesses compartilhados. Isso ajuda a promover um engajamento positivo.

  • Foco no bem-estar e no equilíbrio entre vida pessoal e profissional: A Salesforce também tem um programa de reembolso de bem-estar para os funcionários. Ele dá aos funcionários US$ 100 por mês para gastar em qualquer atividade de bem-estar, como aulas de ioga, programas de nutrição e academias.

Faça do engajamento dos funcionários parte de sua visão de longo prazo

O uso de um programa de engajamento de funcionários ajuda a manter seus funcionários e sua empresa na vanguarda.

Os funcionários querem trabalhar para uma empresa que os envolva, e eles ajudam a criar uma cultura de trabalho envolvente que impulsiona toda a equipe.

Implemente algumas dessas estratégias para começar a envolver seus funcionários de forma mais positiva no local de trabalho, como a criação de uma cultura inclusiva e o uso de avaliações de talentos para garantir que os funcionários tenham as habilidades interpessoais certas para seus trabalhos.

Para obter mais informações, consulte nosso guia sobre o bem-estar dos funcionários, um fator que afeta diretamente o engajamento.

Se estiver procurando estabelecer um processo de avaliação que possa lhe ajudar a escolher o candidato certo para sua equipe, dê uma olhada em nossa coleção de testes de habilidades.

Fontes

1. Harter, Jim. (12 de abril de 2017). “Employee Engagement vs. Employee Satisfaction and Organizational Culture”. Gallup. Acessado em 21 de novembro de 2023. https://www.gallup.com/workplace/236366/right-culture-not-employee-satisfaction.aspx 

2. Harter, Jim. (29 de julho de 2021). “U.S. Employee Engagement Data Hold Steady in First Half of 2021”. Gallup. Acessado em 21 de novembro de 2023. https://www.gallup.com/workplace/352949/employee-engagement-holds-steady-first-half-2021.aspx 

3. Kruse, Kevin. (22 de junho de 2012). “Employee Engagement What and Why”. Forbes. Acessado em 21 de novembro de 2023. https://www.forbes.com/sites/kevinkruse/2012/06/22/employee-engagement-what-and-why/?sh=2811f7867f37 

4. “A Winning Approach to Employee Success”. Quantum Workplace. Acessado em 21 de novembro de 2023. https://www.quantumworkplace.com/winning-approach-to-employee-success 

5. "Workplace Stress". (2022). The American Institute of Stress. Acessado em 21 de novembro de 2023. https://www.stress.org/workplace-stress 

6. “The Benefits of Employee Engagement”. (20 de junho de 2013). Gallup. Acessado em 21 de novembro de 2023. https://www.gallup.com/workplace/236927/employee-engagement-drives-growth.aspx 

7. Almeida, Marie-Lou; Frumar, Camilla. (23 de agosto de 2023). “Help Your Employees Cope With Stress”. Gallup. Acessado em 21 de novembro de 2023. https://www.gallup.com/workplace/509726/help-employees-cope-stress.aspx 

8. Vance, Robert J. (2006). “Employee Engagement and Commitment”. SHRM. Acessado em 21 de novembro de 2023. https://www.shrm.org/hr-today/trends-and-forecasting/special-reports-and-expert-views/Documents/Employee-Engagement-Commitment.pdf 

9. “What People Want”. (2017). Hays. Acessado em 21 de novembro de 2023. https://www.hays.com/documents/d/hays-usa/what-people-want-us_2017_digital 

10. Kinlans, Gerri. (12 de junho de 2018). “Using Internal Communications to Enhance Business Growth”. Trade Press Services. Acessado em 21 de novembro de 2023. https://www.tradepressservices.com/internal-communications/ 

11. “Breaking Boredom: Job Seekers Jumping Ship for New Challenges in 2018, According to Korn Ferry Survey”. (4 de janeiro de 2018). Korn Ferry. Acessado em 21 de novembro de 2023. https://www.kornferry.com/about-us/press/breaking-boredom-job-seekers-jumping-ship-for-new-challenges-in-2018-according-to-korn-ferry-survey 

12. “Job Satisfaction and Engagement Doors of Opportunity are Open”. (2017). SHRM. Acessado em 21 de novembro de 2023. https://www.shrm.org/hr-today/trends-and-forecasting/research-and-surveys/pages/2017-job-satisfaction-and-engagement-doors-of-opportunity-are-open.aspx 

13. Cooney, Tom; Faulkner, Crystal. “BusinessWise: Recognition culture”. (2020). Cincinnati Enquirer. Acessado em 21 de novembro de 2023. https://www.cincinnati.com/story/money/2020/06/30/businesswise-recognition-culture/3189754001/ 

14. “100 Best Companies to Work For”. (2017). Fortune. Acessado em 21 de novembro de 2023. https://fortune.com/ranking/best-companies/2017/google/ 

15. “Google: Reviews”. (2023). Glassdoor. Acessado em 21 de novembro de 2023. https://www.glassdoor.com/Reviews/Google-Reviews-E9079.htm

Contrate as melhores pessoas candidatas com a TestGorilla

Em minutos, você cria avaliações para selecionar as pessoas candidatas ideais, economizar tempo e contratar profissionais excelentes.

Receba as melhores dicas sobre testes de processo seletivo na sua caixa de entrada.

Sem spams. Cancele a assinatura quando quiser.

TestGorilla Logo

Contrate os melhores talentos. Com neutralidade. Sem estresse.

Com nossos testes, fica muito fácil encontrar a pessoa certa para sua vaga e tomar decisões acertadas e justas durante todo o processo.